Please reload

Posts Recentes

A MELHOR RECEITA DE DADINHO DE TAPIOCA PARA VOCÊ FAZER EM CASA

September 26, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

COMO FAZER UM TRADICIONAL GOI CUON - O ROLINHO VIETNAMITA

30 Jan 2020

Você já provou uma Comida Vietnamita?

 

Isso mesmo, uma comida com toque especial de um país que a maioria dos brasileiros pouco fala, o Vietnã.

 

Duas grandes guerras - uma contra a França, outra contra os Estados Unidos - e uma infinidade de filmes de Hollywood fizeram com que o país ficasse marcado na memória ocidental como um local pouco atrativo.

 

Hoje estou aqui para te falar: esqueça tudo que já viu sobre o Vietnã pois acredite, o país guarda belos segredos pouco descobertos por nós ocidentais.

 

Mais de três mil ilhas da Baía de Ha Long com águas verde-esmeralda, florestas tropicais, mansões em estilo colonial na cidade de Hoi An e inúmeros templos budistas que se mesclam com enormes plantações de arroz são apenas alguns dos exemplos do que muita gente nem imagina encontrar no Vietnã.

 

E agora você pode estar se perguntando “tá, mas você foi pro Vietnã?”.

 

E eu te falo não, não fui. Mas, sou apaixonada por uma outra riqueza que eles têm por lá e que por sorte, pode atrasar os mares e chegar até nós ocidentais.

 

Estou falando da riqueza gastronômica vietnamita!

 

Acredite se quiser, a culinária vietnamita é uma das mais ricas da Ásia com seus pratos coloridos, aromáticos e cheios de sabor.

Imagine você que além das próprias características locais, o Vietnã ainda tem a influência das culturas indianas, chinesas e francesas. Explico: o país fez parte da Indochina - termo usado para definir a região da Ásia que sofreu influência chinesa e indiana - e além disso esteve sob o domínio francês por um tempo. 

 

É de se imaginar que tudo isso tenha deixado marcas na cultura local, incluindo é claro, resquícios nas comidas vietnamitas. 

 

Da França toques refinados, belas apresentações e uso da manteiga nos pratos. Da Índia o uso de temperos, ervas e muita pimenta. E da China o uso do princípio do Wu Xing que combina os cinco elementos doce, salgado, amargo, azedo e apimentado em apenas um único prato. Tudo isso se juntou com a tradição local do uso de ingredientes frescos, muitos vegetais, frutos do mar e arroz para a criação da rica culinária vietnamita.

 

Por sinal, esse último ingrediente - o arroz - é a base da culinária vietnamina. Agora, não pense você que estou falando do arroz branco comum do nosso dia a dia não. Por lá o arroz é usado como um dos ingredientes do preparo e dificilmente você encontrará um prato com o arroz branco servido da forma como conhecemos. Ele é frito, é cozido, é misturado com outros ingredientes, é prensado até virar uma farinha e então é transformado em macarrão, em folha… ufa, é tanta utilidade que o arroz tem por lá que a gente até perde a conta!

 

Uma dessas variações que eu gosto e uso muito é o macarrão de arroz. Vira e mexe preparo um belo prato de macarrão de arroz com legumes que além de muito saboroso é prático, saudável e super leve. E vamos usá-lo para o prato de hoje - que aliás é a estreia de receitas vietnamitas aqui no blog! 

 

Para fugir do comum e usar o macarrão de arroz de uma forma diferente, decidi preparar uma outra receita muito típica do Vietnã: o Goi Cuon.

O Goi Cuon é um prato com preparo extremamente simples, tem um resultado final espetacular e sem dúvida é uma das receitas locais mais conhecidas em todo mundo. Hoje em dia achamos o Goi Cuon em diversos restaurantes asiáticos ao redor do Brasil. Por aqui o prato ganhou alguns nomes como “rolinho de verão” “rolinho primavera vietnamita” ou apenas “rolinho vietnamita”.

 

O rolinho é recheado tradicionalmente com macarrão de arroz, alface, cenoura, hortelã e camarão. Tudo isso envolto em uma “banh trang” que é uma folha feita de, adivinhe só, arroz!

Tudo indica que a receita tem origem chinesa, assim como o rolinho primavera tradicional, e que teria chegado ao Vietnã há muitos anos atrás através dos imigrantes chineses. Por lá ganhou toques locais e passou a ser servido de uma forma bem diferente do que os demais rolinhos - cru. É isso mesmo, o rolinho vietnamita não passa por nenhum processo de cocção e a folha de arroz é apenas hidratada em água em temperatura ambiente para ficar maleável. 

 

Muito bacana, não é mesmo?

 

É bem verdade que hoje em dia achamos o rolinho vietnamita preparado com outros tipos de proteína como carne de porco, por exemplo, mas eu decidi fazer uma versão tradicional usando camarões e o resultado final foi esse: