SOBRE A BRUCALDERON
A cozinha é um lugar mágico para mim, local onde posso criar e reinterpretar receitas e pratos incríveis. Meu objetivo é inspirar você à também colocar a mão na massa de uma maneira simples e descomplicada, fazendo com que o ato de cozinhar lhe traga descontração e muita alegria.  
Jundiaí / São Paulo
Preparado com carinho pela Bru. 2016-2018
Please reload

Posts Recentes

A MELHOR RECEITA DE DADINHO DE TAPIOCA PARA VOCÊ FAZER EM CASA

September 26, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

O QUE ACHEI DO LE TRAIN BLEU - UM DOS RESTAURANTES MAIS FAMOSOS DE PARIS

16 Jan 2020

Era dia 01 de janeiro e nós estávamos em Paris.

 

Se tem uma ocasião melhor que essa para ir à um dos restaurantes mais famosos da França, eu desconheço!

 

Você me acompanha no Instagram? Se sim, viu que passei as férias de fim de ano na cidade luz. Se não, corre lá me acompanhar que todo dia tem novidade quentinha :)

 

E eis que dentre muitos croissants, macarons e lanches de rua, tivemos a chance de conhecer um dos mais renomados e famosos restaurantes de Paris - o Le Train Bleu.

O nome já indica sua localização. Le Train Bleu em francês significa "o trem azul" e, acredite se quiser, o restaurante fica dentro de uma estação de trem.

 

Mas não é qualquer estação não. Estamos falando da Gare de Lyon, a terceira maior estação ferroviária da França, responsável por levar passageiros de Paris à cidades como Nice, Marselha, Dijon, Alpes, Itália, Veneza, Alemanha, Espanha e por aí vai.

 

A estação tem um uma arquitetura única com direito à uma grande torre com um relógio em cima, no maior estilo Big Ben.

 

Como muitas das coisas mais famosas de Paris, a Gare de Lyon foi construída para a Exposição Mundial de 1900, um dos eventos mais importantes para a história da França e que desencadeou movimentos artísticos e arquitetônicos como o Art Nouveau e a Belle-Époque.

 

É claro que a Estação precisava de um restaurante à altura de tudo isso e em 1901 inaugurou-se o Le Buffet de la Gare. Foi apenas em 1963 que o restaurante mudou de nome para Le Train Bleu, em homenagem à um expresso noturno que fazia a linha Calais-Paris-Nice.

 

Entrar no Le Train Bleu é como entrar em uma cena de filme. Literalmente. Isso porque o restaurante já apareceu diversas vezes em filmes franceses e estrangeiros por conta de sua aparência digna de um palácio!

 

A decoração é quase que inteira azul e dourada e minha primeira impressão ao entrar no restaurante foi a de estar pisando em um museu. Sério mesmo. Todo o teto (TODO MESMO) foi pintado pelos melhores artistas da época. Ao todo são 41 afrescos de pintores diferentes que deixaram ali sua visão de cidades e regiões imperdíveis da França.

O restaurante possui várias salas diferentes e tivemos a sorte de pegar uma mesa bem no primeiro salão e que ainda dava de frente para uma enorme janela com vista para a rua.

 

Sabe aquele sonho de ser tratado como um rei ou uma rainha? Pois é essa sensação que entrar e ser atendido no Le Train Bleu me deu!

 

E detalhe: tudo isso de forma bastante informal. Calma, eu explico.

Lembra que falei que ele fica em uma estação de trem, certo? Isso significa que milhares de pessoas entram ali por dia, vindo das mais variadas regiões e situações, ou seja, tem gente de todo tipo, vestido de todo jeito, comendo de formas diferentes... 

 

Imagine só que tem gente ali só tomando um café e apreciando o lugar enquanto espera seu trem. Tem gente ali que está no meio de uma viagem, com malas, mochilas e roupas confortáveis como bermuda e camiseta e entrou ali para almoçar. E tem gente ali que se arrumou como se estivesse indo à um casamento, com direito à vestido longo e salto alto.

 

E os atendentes dão o mesmo atendimento à todo mundo. Isso foi uma das coisas mais bacanas que observei por lá. Você pode se encaixar em qualquer categoria que será tratado super bem e não se sentirá desconfortável em nenhum momento.

 

 

Devo admitir que o cardápio não é lá dos mais baratos e um jantar para duas pessoas com entrada, prato principal, sobremesa e vinho pode sair bem salgado... mas eu juro que vale cada centavo. Digo, euro!

 

Vou deixar o link para o site deles e clicando em "menu" você pode ter uma ideia de pratos e preços: cardápio Le Train Bleu. 

 

 

 

Eu, que não sou boba nem nada, pedi logo um Terrine de Foie Gras de entrada e Cordeiro de prato principal! Sabe-se lá quando eu vou de novo né?

 

Terrine de Foie Gras

 Cordeiro

O Bini escolheu Escargot com nhoque parisiense de entrada e de principal escolheu vitelo.

 

Escargot com nhoque