SOBRE A BRUCALDERON
A cozinha é um lugar mágico para mim, local onde posso criar e reinterpretar receitas e pratos incríveis. Meu objetivo é inspirar você à também colocar a mão na massa de uma maneira simples e descomplicada, fazendo com que o ato de cozinhar lhe traga descontração e muita alegria.  
Jundiaí / São Paulo
Preparado com carinho pela Bru. 2016-2018
Please reload

Posts Recentes

A MELHOR RECEITA DE DADINHO DE TAPIOCA PARA VOCÊ FAZER EM CASA

September 26, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

COMO FAZER CRISPY DE COUVE DE FORMA SAUDÁVEL E PRÁTICA EM CASA

12 Sep 2019

Você também tem a impressão de que vira e mexe um ingrediente ou uma receita parece “entrar na moda” e aparecer em todo canto?

 

Se assim como eu você é observador, atento e faminto, deve ter concordado comigo e deve entender bem das tendências culinárias de que estou falando.

Um bom e atual exemplo disso é o Crispy de Couve

 

Você vai em um restaurante e a carne é finalizada com crispy de couve. Vai em uma hamburgueria e o lanche é servido com o crispy de couve. Vai tomar uma sopa na padaria e lá está o crispy de couve!

 

E eu, que sou fã de couve e adoro texturas crocantes, estou adorando essa tendência!

 

Você já provou o crispy de couve?

 

Se não provou, continue nesse post que hoje eu te ensino a preparar essa delícia em casa de forma simples e rápida para você finalizar os mais variados pratos com charme e sabor.

 

A verdade é que usar a couve cortada em finas tirinhas não é tão novidade assim e nossas avós já faziam isso há muito tempo para servir de acompanhamento com o tutu de feijão, não é verdade?

 

O que mudou foi o fato de deixar a couve ainda mais sequinha e ao invés de refogar, fritar a fim de que toda a umidade da folha seja retirada e ela fique completamente crocante. Outra coisa que mudou foi o modo de servir. Antes a gente via a couve refogada ser servida como acompanhamento e normalmente em pratos mais caseiros, com cara de comidinha de fazenda e agora, com o novo modo de preparo, ela é servida como ingrediente final, aquele toque final em receitas mais elitizadas.

 

E não pense você que essa mudança foi a toa não.

 

Como comentei, de vez em quando algumas receitas parecem “bombar” e aparecer nos cardápios dos mais variados restaurantes e lanchonetes. Essa tendência é natural já que no mundo da gastronomia, assim como em qualquer área, muitas inspirações para criação de pratos vêm da observação de outros pratos! A gente observa, analisa, junta com a nossa própria bagagem pessoal e “voilà” um novo prato surge!

 

Pois bem, e foi mais um menos isso que aconteceu com a gourmetização da couve depois que a kale começou a ganhar mais e mais espaço no mundo da alimentação saudável.

 

Nunca ouviu falar da kale? Calma que te explico.

A Kale é um tipo de couve extremamente conhecida lá fora e muito usada em países da Europa e também nos Estados Unidos. É rica em fibras, vitaminas, minerais, proteínas, possui propriedades que auxiliam na prevenção de doenças cardiovasculares, ajudam na saúde dos olhos, na prevenção de diabetes, saúde dos ossos, auxilia na perda de peso, mantêm o intestino saudável, melhora os níveis de colesterol… ufa!

 

Os benefícios da kale para a boa saúde são inúmeros e é por isso que ela é considerada um “superalimento”. 

 

Você já ouviu falar dos superalimentos? 

 

Se encaixam nessa categoria os alimentos que possuem o poder de prevenir, recuperar, transformar e ajudar o organismo através de altas concentrações de proteínas, fibras, antioxidantes e nutrientes de maneira geral. Em resumo, os superalimentos são os dotados de riqueza nutricional.

 

Com a tendência de se consumir cada vez mais e mais alimentos saudáveis e com essa classificação de superalimento, não demorou muito para a kale ganhar fama e virar queridinha entre os mais variados Chefs. Passou a ser usada em restaurantes, em lanchonetes, em pratos quentes, em pratos frios e, é claro, na forma crispy.

 

O crispy de couve kale fez tanto sucesso que virou até salgadinho vendido em supermercados e tido como um dos snacks mais saudáveis e saborosos do mundo.

 

Você já entendeu onde quero chegar com essa história que te contei da kale, certo?

 

Embarcando na mesma tendência mas se deparando com a dificuldade em encontrar a tal kale no Brasil, alguns chefs começaram a utilizar a nossa couve comum para o preparo do crispy e a moda estava lançada.

 

Em alguns poucos mercados de produtos orgânicos é possível encontrar a kale, também chamada aqui no Brasil de couve de folhas, e há quem diga que o sabor do crispy de kale é incomparável. 

 

Mas não se desanime se não encontrar a kale em sua cidade pois tenho uma ótima notícia para você. 

 

A couve comum, a encontrada em supermercados, feiras e até na vendinha da esquina aqui no Brasil também é um superalimento! :)

 

É isso mesmo. A couve que achamos com facilidade por aqui é rica em minerais, vitaminas, ajuda nos problemas digestivos, combate artrite, bronquite, é anti-inflamatória, rejuvenesce, fortalece os dentes e ossos, alivia prisão de ventre e ainda evita a má disposição, se encaixando perfeitamente na definição de superalimento.

 

Com os mesmos benefícios para a saúde e tendo o mesmo resultado final na receita, é claro que o crispy de couve ganhou espaço e chegou para ficar nos cardápios brasileiros.

Eu decidi entrar na onda também e fazer uma versão do crispy de couve em casa. Na maioria dos restaurantes ele é feito por imersão, frito em óleo. Mas já que é para fazer algo mais saudável, pensei por que não tirar a fritura e fazer o crispy de couve assado no forno?

 

Meu crispy de couve ficou crocante e sequinho, do jeitinho que eu queria!

 

Decidi usá-lo em uma receita diferente das que vemos por aí e ao invés de colocá-lo por cima de um peixe, uma carne ou um hambúrguer, usei por cima de mini batatas recheadas com creme de gorgonzola.

 

Minha ideia foi criar um prato de aperitivo que pudesse ser feito de forma simples e que tivesse uma verdadeira explosão de sabores! A maciez da batata com a cremosidade do creme de gorgonzola e a crocância do crispy de couve deram exatamente o resultado que estava esperando.

Para servir a receita de Mini Batata Recheada com Creme de Gorgonzola e Crispy de Couve escolhi a Petisqueira da Coleção Flamingo da Michel Design Works para uma mesa elegante e charmosa.

 

A marca é trazida ao Brasil com exclusividade pela Anova Trade e possui belas coleções que contam com os mais variados produtos que vão desde de bandejas, pratos e tigelas até aventais, luvas e sabonetes. As peças de melamina da Michel Design Works podem ser lavadas direto no lava louças e são perfeitas para o serviço até 65°C, ou seja, são super versáteis e podem ser usadas para alimentos frios e quentes. 

 

Escolhi a Petisqueira da coleção Flamingo que conta com uma estampa delicada e leve de folhagens verdes e que combinou lindamente com a estrela do prato: o crispy de couve.

 

Que tal fazer esse superalimento de uma forma diferente aí em sua casa também? Anote a receita e corra preparar.

INGREDIENTES

8 mini batatas

100 gr de queijo gorgonzola

½ caixa de creme de leite

2 folhas de couve

Azeite

Sal

Pimenta

 

MODO DE PREPARO

Coloque as batatas para cozinhar em água fervendo até que estejam amolecidas.

No processador coloque o gorgonzola e o creme de leite e bata até virar uma pasta. Reserve.

Lave bem as folhas de couve, retire o talo central e enrole-as fazendo uma espécie de charuto. Agora corte em finas tirinhas. Coloque as tirinhas de couve em uma assadeira, regue com um fio de azeite, tempere com sal e pimenta e leve ao forno a 150°C por aproximadamente 10 minutos. Controle o tempo para não queimar e olhe de 5 em 5 minutos até que fiquem crocantes e secas.

 

Corte as tampinhas das batatas dos dois lados. De um lado para conseguir apoiá-la em pé e do outro retire um pouco da polpa para conseguirmos recheá-la. Coloque o creme de gorgonzola no interior da batata, finalize com o crispy de couve e sirva imediatamente.