SOBRE A BRUCALDERON
A cozinha é um lugar mágico para mim, local onde posso criar e reinterpretar receitas e pratos incríveis. Meu objetivo é inspirar você à também colocar a mão na massa de uma maneira simples e descomplicada, fazendo com que o ato de cozinhar lhe traga descontração e muita alegria.  
Jundiaí / São Paulo
Preparado com carinho pela Bru. 2016-2018
Please reload

Posts Recentes

A MELHOR RECEITA DE DADINHO DE TAPIOCA PARA VOCÊ FAZER EM CASA

September 26, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

RECEITA DE QUICHE LORRAINE

10 Jul 2019

O inverno mal começou e você já está sonhando com aquele fondue para acompanhar uma taça de vinho, não é mesmo? Eu sei. Na estação mais fria do ano é difícil não pensar em receitas quentes, cremosas e, normalmente, cheinhas de calorias.

 

Isso acontece porque nessa época gastamos mais energia para nos manter aquecidos e, por isso, nosso corpo está sempre atrás de refeições mais encorpadas para que tenhamos uma reserva de calorias mais duradoura para o nosso organismo.

 

Agora, deixando o papo científico de lado, a verdade é que precisamos ficar atentos para manter um bom equilíbrio nas refeições nessa época do ano. Assim, fazemos boas escolhas para nos manter quentinhos, alimentados e sem exageros.

 

Você já reparou que o pessoal que treina em academias sempre se alimenta com bastante ovo? Pois bem, isso acontece porque esse alimento é uma boa fonte de proteína para quem busca uma refeição saudável, rica e nutritiva, sem extrapolar no consumo de calorias.

 

No entanto, o coitado do ovo é muitas vezes menosprezado e visto como um alimento simples demais. Mas, mesmo sendo incrivelmente simples, cada unidade possui o impressionante número de 11 vitaminas e minerais, além ser fonte de ômega-3, ácidos graxos e antioxidantes.

E você sabia que as proteínas encontradas no ovo são as mais poderosas?

 

É isso mesmo! O ovo possui “valor biológico 100”, o que significa que praticamente 100% das proteínas são aproveitadas pelo nosso corpo. Apenas como curiosidade, as proteínas da carne, por exemplo, possuem “valor biológico 80”. Ou seja, o ovo ganha até mesmo das carnes no que diz respeito ao aproveitamento de suas propriedades.

 

Para que nosso corpo aproveite por completo as proteínas presentes no ovo, é necessário que ele seja consumido por inteiro, gema e clara. Mas, assim como não sabemos até hoje quem veio primeiro, o ovo ou a galinha, também não há um consenso sobre o quanto é benéfico consumir ou não a gema.

 

Vamos lá, eu explico.

 

As proteínas presentes no ovo são divididas praticamente em 50% na clara e 50% na gema, o que significa que você deve consumi-lo por inteiro para aproveitar todo o seu potencial. Porém, alguns estudiosos da área médica ainda implicam um pouco com o fato de que a gema contém colesterol e pode não fazer tão bem à saúde.

 

Você há de concordar comigo que, como tudo nessa vida, é preciso ter equilíbrio, certo? Então, o lance é simples. Consuma o ovo por inteiro sempre pensando numa dieta balanceada e, portanto, sem exageros nas quantidades de consumo na semana.

Agora que estamos de acordo no sentido de que podemos nos aproveitar dos benefícios nutricionais do ovo para nossa alimentação no inverno, chegou a hora de colocar a mão na massa e preparar uma receita com esse ingrediente!

 

Você já deve estar pensando que vou te passar uma combinação de arroz, feijão e ovo frito para o almoço não é mesmo? Apesar de simplesmente amar essa comidinha simples, com cara de casa de mãe, não é essa a receita que quero passar hoje.

 

Quero te contar uma maneira fácil e muito saborosa de consumir o ovo e conseguir uma refeição completa, nutritiva e tão deliciosa quanto um fondue numa noite fria. Prometo!

 

A receita de hoje é uma QUICHE!

Na prática, a quiche nada mais é do que uma torta aberta, que não leva uma cobertura de massa, e que é feita à base de leite, creme de leite, ovos e farinha.

 

Podemos dizer que esse prato tem dupla nacionalidade, pois a versão original foi criada em Alsácia Lorena, que hoje faz parte da França, mas que, por muito tempo, pertenceu à Alemanha. A verdade é que a receita é de origem alemã, mas o prato é tão tradicional na França que acabou virando um clássico francês e um prato típico local.

 

A versão mais tradicional de quiche é a que leva queijo e bacon como recheios principais. Esse prato é chamado de “Quiche Lorraine” e é extremamente comum na França, podendo ser achado em qualquer bistrô ou restaurante, a qualquer hora do dia, como entrada ou prato principal.

 

A origem do nome “quiche” vem de "küchen" que, em alemão, quer dizer torta. Na época, a região se chamava "Lothringen", que em português é traduzido para Lorena e, em francês, para Lorraine.

 

Assim que os franceses ganharam uma batalha contra os alemães em que se discutia a que país aquela região pertencia, trataram de tomar a posse não só de “Lorraine” como também da receita de quiche dos alemães, que logo passou a ser chamada de “Quiche Lorraine”.

Alemã ou francesa, a quiche é certamente uma das melhores receitas da gastronomia. É simples, fácil de fazer e extremamente versátil, já que pode ser preparada com praticamente qualquer ingrediente que você tiver na geladeira!

 

Basta alguns itens que a gente costuma ter no armário, como farinha de trigo, leite, creme de leite, ovo, um ou outro ingrediente para se usar como recheio e pronto! Já temos o suficiente para o preparo dessa receita.

 

 

Com uma boa pitada de queijo ralado antes de levar o prato ao forno, algumas folhas frescas de manjericão na hora de servir e um bom refratário para o cozimento integral e a sua quiche sairá perfeita!

 

É isso mesmo, a escolha correta do material da forma ou do refratário que você vai utilizar influencia totalmente no resultado final.

 

Esse é um dos truques de cozinha que ninguém conta: as formas ou assadeiras de metal conduzem o calor de forma mais ágil, fazendo com que o seu alimento doure muito rapidamente e, até mesmo, queime se você não estiver atento.

 

A solução? Opte pelo refratário de cerâmica. Esse tipo de material garante que a massa cozinhe por completo, sem ressecar, sem passar do ponto e sem o risco de queimar, pois as bases e as laterais recebem a mesma quantidade de calor, fazendo com que a distribuição da temperatura seja uniforme em toda a receita.

 

Para o preparo dessa quiche, escolhi a travessa redonda canelada vermelha da Emile Henry e o resultado foi incrível. A Emile Henry é uma marca francesa trazida ao Brasil com exclusividade pela Imeltron e possui o grande diferencial de ser feita com HR Ceramic (High Resistance Ceramic), um material cerâmico de alta resistência, com durabilidade superior e uma tecnologia resistente a choques térmicos de -20° C a 270° C.

 

Sem falar no cuidado com que essas peças são desenvolvidas! Todas são produzidas na França, passam por um rígido controle de qualidade e ainda são feitas à mão, uma a uma! Isso mesmo, cada peça da marca é assinada pelo artesão que a produziu. Incrível, não é mesmo?

 

E agora que você já tem na mão uma receita quente, nutritiva e muito saborosa, que tal chamar os amigos e preparar essa Quiche Lorraine para esquentar o seu inverno?

 

INGREDIENTES

3 xícaras de farinha de trigo

1 colher (sopa) de sal

6 colheres de sopa de óleo

1/2 xícara de leite

3 ovos

1 caixa de creme de leite

1/2 limão

200 gramas de queijo parmesão ralado

200 gramas de bacon em cubinhos

Tomate cereja

Folhas frescas de manjericão

Sal 

Pimenta

 

MODO DE PREPARO

Antes de começar, frite o bacon em cubinhos em uma panela sem utilizar nada de óleo. Deixe o bacon liberar sua própria gordura e fritar. Depois de frito, coloque em um recipiente com papel toalha para secar bem e reserve.

Para preparar a massa, misture o óleo, a farinha e o sal até obter uma farofa. Em um recipiente separado, bata 1 ovo com o leite e vá colocando, devagar e aos poucos, na farofa obtida anteriormente. Misture tudo, acrescentando um pouco mais de farinha caso necessário, até conseguir uma massa bem homogênea. Enrole em um plástico filme e leve ao congelador enquanto prepara o recheio.

Misture o creme de leite com o limão. Vai talhar mesmo, mas não se preocupe, porque é de propósito. Em um recipiente separado, bata 2 ovos e junte a mistura do creme de leite com o limão.

Agora, acrescente o queijo ralado, os tomates picados e os cubinhos de bacon reservados e misture tudo muito bem. Tempere com sal e pimenta.

Retire a massa do congelador e abra com ajuda de um rolo. Coloque-a no refratário e corte o excesso de bordas.

Despeje o recheio, cubra com mais um pouco dos cubinhos de bacon, os tomates e o queijo ralado e leve ao forno pré aquecido a 200°C por aproximadamente 30 minutos ou até dourar. 

Sirva com folhas frescas de manjericão.