SOBRE A BRUCALDERON
A cozinha é um lugar mágico para mim, local onde posso criar e reinterpretar receitas e pratos incríveis. Meu objetivo é inspirar você à também colocar a mão na massa de uma maneira simples e descomplicada, fazendo com que o ato de cozinhar lhe traga descontração e muita alegria.  
Jundiaí / São Paulo
Preparado com carinho pela Bru. 2016-2018
Please reload

Posts Recentes

A MELHOR RECEITA DE DADINHO DE TAPIOCA PARA VOCÊ FAZER EM CASA

September 26, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

RECEITA DE ANTEPASTO DE ABOBRINHA

25 Jul 2019

Você sabia que o Brasil é o país com o maior número de descendentes italianos?

 

Pois acredite, aproximadamente 30 milhões de brasileiros são ítalo-descendentes.

 

Difícil achar alguém que fale que em sua árvore genealógica não tem um avó, um bisavó ou nem que seja um tataravô com origens italianas, não é mesmo?

 

Eu mesma tenho dupla descendência e por parte do pai as origens são da Espanha e por parte da mãe as origens são italianas.

 

E você, possui descendência italiana em sua família?

 

Por conta do expressivo número de descendentes italianos no Brasil é de se esperar que os gostos e costumes sejam bastante parecidos e fato é que temos muito mais em comum com nossos “amigos quase parentes” do que imaginamos e é por isso que separei CINCO HÁBITOS ITALIANOS QUE ADOTAMOS NO BRASIL.

  1. Falar com as mãos. Está para nascer um italiano que consiga falar uma frase inteira sem movimentar as mãos. Os gestos italianos não são apenas movimentos aleatórios e sim uma linguagem que possui praticamente um dicionário próprio. Com as mãos os italianos demonstram carinho, fazem perguntas, revelam sua indignação com algo... e por aí vai! Falar com as mãos é um hábito italiano totalmente incorporado em nós brasileiros;

  2. Discutir como esporte. Mas calma, não estamos falando de discussão filosófica, papo muito cabeça ou economia e política internacional. Estamos falando do corriqueiro e dos acontecimentos do dia a dia. É isso mesmo, o italiano adorar discutir e isso faz parte do seu repertório diário. Discutir sobre a escolha do prato, sobre o melhor vinho ou o melhor cantor da atualidade é praticamente um esporte que deve ser praticado por todos os italianos. E eu aposto que se você parar para pensar, conseguirá lembrar de algo assunto sobre o qual discutiu hoje mesmo com seu colega na pausa para o café, não é mesmo? O que nos leva para o terceiro item;

  3. Tomar café. Sabe esse nosso costume de marcar reunião falando “vamos tomar um café?” Ou então a nossa quase mania de tomar café para acordar, café na metade da manhã, café depois do almoço e café seja qual for a hora do dia? Pois bem, vem dos italianos. Com toda certeza o café é a bebida mais apreciada na Itália e por lá beber uma xícara de expresso é mais do que um costume, é uma tradição nacional;

  4. Reunir a família sempre que possível. Os italianos são declaradamente um povo alegre e comunicativo e por isso um dos hábitos mais comuns por lá é promover reuniões familiares para, basicamente, fazer todos os itens anteriores – discutir falando com as mãos enquanto toma um café! E por aqui também temos esse costume e toda família tem o seu dia de reunião oficial, não é mesmo?

  5. Comer bem. Se tem uma coisa que nós brasileiros temos em comum com os italianos é nossa paixão pela comida! Fazer uma refeição longa e demorada, apreciar um belo prato de massa com uma taça de vinho e reunir a família em torno da mesa é algo que nós gostamos e fazemos tanto quanto nossos parentes italianos.

E muitos dos pratos que já são tradição aqui no Brasil vieram dos hábitos e costumes italianos. Nhoque, lasanha, macarrão e pizza são itens presentes em praticamente todos os restaurantes brasileiros e são receitas italianas.

 

Estatísticas relevam que a maioria dos brasileiros não passa uma semana sequer sem comer um prato de macarrão. Você está nessa lista e também aprecia uma macarronada toda semana?

 

E nossa proximidade com a mesa italiana não é só quanto aos pratos que gostamos não. A forma e a sequencia de como fazemos nossas refeições também são muito parecidas.

 

Para homenagear nossa descendência e nossos costumes parecidos, é claro que escolhi uma receita italiana para o dia de hoje!

 

Preparei um ANTEPASTO DE ABOBRINHA simplesmente maravilhoso para acompanhar um belo pão para um típico “ANTIPASTI” Italiano. Ficou confuso? Calma, eu explico.

Na Itália “antipasti” significa uma etapa da refeição. É o momento em que são servidos alguns pães, salames e patês. Seria o equivalente ao nosso “aperitivo”. Enquanto que aqui no Brasil chamamos de antepasto o próprio patê, pasta ou preparo com legume que é servido para acompanhar a etapa do aperitivo.

 

Muita gente pensa que a refeição italiana é completamente diferente da brasileira por conta das etapas bem divididas vistas nos restaurantes tradicionais da Itália, mas a verdade é que se avaliarmos bem os conceitos de cada etapa, elas se assemelham em muito do que fazemos aqui no Brasil.

 

Então vamos lá, chegando à um restaurante italiano você será recepcionado com o antipasti. Nessa etapa serão servidos alguns pães, frios e tipos de pastas e patês normalmente feitos com berinjela, abobrinha ou azeitonas.

 

Em seguida, você deverá escolher uma opção de “primo piatto” que significa primeiro prato. Cada região da Itália e cada tipo de restaurante servirá pratos diferentes, mas em sua grande maioria o “primo piatto” será uma porção reduzida de algum risoto, alguma massa recheada servida de forma única (como o ravioloni de gema, por exemplo) ou algum tipo de sopa.

 

Finalizado o primeiro prato você irá para o “secondo piatto”, ou seja, o segundo prato. Nessa etapa você será servido de algum prato feito com os mais variados tipos de proteínas que podem variar entre peixes, frutos do mar ou carnes vermelhas.

 

Por fim, mas não menos importante, a ultima etapa é da “dessert”, a sobremesa. Alguns doces são tão apreciados e representam tanto a Itália, quanto o tiramisù, por exemplo, que essa etapa é considerada uma das mais importantes para muita gente.

 

Me conta, você não acha que a sequência é muito parecida com o que é servido nos restaurantes aqui no Brasil?

O antipasti é servido como nossa cortesia da casa, o primeiro prato é o que chamamos de entrada, o segundo prato é o que chamamos de prato principal e por fim, a sobremesa. :)

 

O que causa um pouco de confusão são os nomes diferentes, mas no final das contas, até esse hábito italiano de sequência de pratos adotamos aqui no Brasil.

 

Interessante, não é mesmo?

 

Como disse, minha ideia hoje foi homenagear nossas origens italianas e para isso preparei uma receita de abobrinha grelhada, temperada e em conserva muito típica da Itália e sempre servida na primeira etapa da refeição, antes do primeiro prato.

 

Usei o Kit Petisqueira da Coleção Flamingo da Michel Design Works, servindo os pães já cortados nas laterais e a estrela - o antepasto de abobrinha - no centro, tudo no maior estilo “antipasti” italiano!