SOBRE A BRUCALDERON
A cozinha é um lugar mágico para mim, local onde posso criar e reinterpretar receitas e pratos incríveis. Meu objetivo é inspirar você à também colocar a mão na massa de uma maneira simples e descomplicada, fazendo com que o ato de cozinhar lhe traga descontração e muita alegria.  
Jundiaí / São Paulo
Preparado com carinho pela Bru. 2016-2018
Please reload

Posts Recentes

A MELHOR RECEITA DE DADINHO DE TAPIOCA PARA VOCÊ FAZER EM CASA

September 26, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

MINHA EXPERIÊNCIA NA RITZ ESCOFFIER PARIS

15 Jan 2019

Quem me acompanha no Instagram viu que retornei de Paris no último final de semana e aproveitei para compartilhar um pouquinho do que vivi (e comi, é claro) por lá! Deixei dois destaques no Instagram com alguns flashes de tudo e um deles chamou atenção de bastante gente – o curso que fiz na Ecole Ritz Escoffier Paris.  Como recebi diversas mensagens com dúvidas sobre o curso, decidi preparar esse post contando tudo sobre a experiência.

 

Nos outros anos que fui à Paris aproveitei os dias de férias por lá para fazer cursos livres na escola Le Cordon Bleu e se você quiser saber como foi, clique aqui para ver o post sobre MINHA EXPERIÊNCIA NA LE CORDON BLEU.

 

Neste ano decidi fazer algo diferente. Queria igualmente um curso de curta duração, já que o objetivo da viagem era curtir ao máximo as férias, passear, descansar e aproveitar cada segundo na cidade luz, mas ao mesmo tempo algo que fosse um pouco mais “fora dos holofotes”, digamos assim. Procurei então por cursos em escolas e ateliers diferenciados e foi nessa busca que descobri as aulas na Ritz Escoffier Paris.  A escola Ritz Escoffier, como o próprio nome já sugere, fica dentro de um dos hotéis de luxo mais famosos de Paris, o Hôtel Ritz.

O hotel fica localizado na Place Vendôme e era originalmente uma residência privada. O prédio foi construído no século XVIII e apenas em 1854 foi transformado em algo comercial pelos irmãos Péreire que tinham ali sua instituição financeira chamada de Crédit Mobilier.

 

Foi em 1898 que César Ritz comprou o prédio e decidiu transformá-lo em um hotel luxuoso. Contou com a ajuda do Chef chamado Auguste Escoffier para elevar o nível de excelência de entrega de pratos e juntos fizeram do hotel um sinônimo de luxo, serviço requintado e jantares finos. As suítes do Ritz receberam as mais variadas celebridades como Ernest Hemingway, F. Scott Fitzgerald, Elton John, Charlie Chaplin e Coco Chanel que não apenas frequentou, mas morou em um dos quartos por mais de 30 anos.

 

Em 1979 a família Ritz decidiu vender o hotel para o empresário Mohamed Al-Fayed, pai de Dodi Al-Fayed que teve seu último jantar com a Princesa Diana ali mesmo no restaurante do Ritz antes de saírem e sofrerem o acidente trágico no túnel da Ponte d´Alma, pertinho do hotel. Mohamed renovou o hotel por completo e como homenagem ao grande papel desempenhado pelo Chef durantes anos decidiu criar a Ecole Ritz Escoffier de Gastronomia Francesa.

 

A escola é sinônimo de tradição e ensino da alta gastronomia francesa não apenas nas receitas em si mas principalmente na transmissão do know-how de técnicas francesas aos alunos que decidem ali estudar. Os cursos são divididos em duas categorias: Profissional e Ateliers. O profissional abrange cursos de gastronomia tradicional, confeitaria, artes culinárias e consultoria. Esses cursos são de longa duração e são os escolhidos pelos alunos que pretendem obter um diploma de formação acadêmica na escola. Podem chegar ao valor de 40.200 euros (algo em torno de 170.000 reais) por 24 semanas de aulas.

 

Já os cursos de curta duração possuem aulas temáticas de gastronomia e confeitaria e podem ser feitos por qualquer pessoa, seja um profissional da área ou um amante da cozinha. O calendário dos temas das aulas, dias e horários estão todos no site da escola e você consegue reservar pela internet mesmo. As aulas podem durar de 2 a 4 horas e os valores vão de 110 euros (470 reais) até 350 euros (1500 reais).

 

Escolhi o curso “Le Goût du Ritz” que significa O Sabor do Ritz para minha primeira aula na escola Escoffier. O hotel é simplesmente maravilhoso e entrar ali já foi uma experiência incrível! Ficamos esperando um pouco na bela recepção e depois fomos levados à escola que, para minha surpresa, fica junto com a própria cozinha do hotel. A sensação era de realmente adentrar um mundo novo cheio de história pra contar e fiquei imaginando quantos pratos foram preparados para artistas, escritores e celebridades ali naquela cozinha.

 

A sala de aula fica ao lado da cozinha principal e são separadas apenas por um vidro, ou seja, podemos ver o andamento do preparo dos pratos de pertinho. O Chef francês Jérôme Coindre nos deu as boas vindas e disse que poderíamos registrar tudo que acontecesse ali em nossa bancada, mas o que se passava do outro lado do vidro era segredo de estado! Que poderíamos apenas apreciar e registrar em nossa memória, sem fotos e vídeos para que o sigilo do preparo dos renomados pratos permanecesse ali dentro daquela cozinha.

Dito isso, o Chef iniciou a aula. Cada aluno tinha a sua própria bancada com seus próprios utensílios e a aula era falada inteiramente em francês, com pequenas traduções para o inglês de termos e nomes mais específicos de ingredientes pelo ajudante do Chef. Isso só aconteceu pois a grande maioria dos alunos era francês e nós estudantes da língua, então dissemos que a aula poderia ser em francês com traduções pontuais para o inglês, mas o padrão é que a aula seja feita pelo Chef em francês e a tradução por completo seja feita pelo ajudante para o inglês.

 

Para a minha alegria a primeira receita foi de Coquilles Saint Jacques, a famosa vieira. Eu, que nunca sequer tinha experimentado o ingrediente, fiquei imensamente feliz em preparar do início ao fim meu próprio prato. Abrimos a concha, retiramos a sujeira até deixar apenas a viera, limpamos e a desgrudamos da concha com a maior delicadeza do mundo.

Com ela fizemos um tartare delicioso usando os mais variados ingredientes e o resultado final foi esse.

Após seguimos para a segunda receita com o Chef trazendo uma peça enorme de atum para a bancada. A peça foi cortada em tubos e com ela fizemos um atum selado com maionese feita com mostarda dijon e suco de laranja e tudo isso servido com legumes salteados.

Assim que finalizávamos o prato, seguíamos para uma outra sala reservada onde talheres de prata e taças de vinho nos esperavam para apreciarmos nossa criação na cozinha.

 

Ao fim do curso recebemos um diploma de formação no curso que, admito, parece ser mais chique e refinado que meu diploma da faculdade de direito. Podemos levar conosco as receitas, o avental usado no curso e é claro, a experiência de poder aprender com um Chef francês dentro de uma das cozinhas mais antigas e renomadas da França.

 

Abaixo deixarei as fotos do caderno de receitas em inglês e em francês, assim como as fotos do dia e o link dos cursos na Ritz Escoffier Paris para quem deseja embarcar nessa deliciosa aventura.