SOBRE A BRUCALDERON
A cozinha é um lugar mágico para mim, local onde posso criar e reinterpretar receitas e pratos incríveis. Meu objetivo é inspirar você à também colocar a mão na massa de uma maneira simples e descomplicada, fazendo com que o ato de cozinhar lhe traga descontração e muita alegria.  
Jundiaí / São Paulo
Preparado com carinho pela Bru. 2016-2018
Please reload

Posts Recentes

A MELHOR RECEITA DE DADINHO DE TAPIOCA PARA VOCÊ FAZER EM CASA

September 26, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

CAPELETTI IN BRODO

4 Jul 2018

Seja por conta da elevação dos preços cobrados em restaurantes ou pela tendência de cozinhar em casa, cada vez mais crianças, jovens e adultos preferem produzir suas próprias refeições. O que antes era visto como uma tarefa, agora virou diversão. O ato de cozinhar tem conquistado o coração e as casas de muita gente, e é bonito de ver o quanto cada vez mais as pessoas têm preferido preparar jantares especiais, almoços de domingo e os mais variados mimos em forma de comida para demonstrar carinho.

 

E uma das demonstrações preferidas dos brasileiros é a preparação de massas caseiras. O Brasil é considerado o terceiro maior mercado de massas do mundo e é de se esperar que, com a crescente popularização da prática de cozinhar em casa, que as massas também tenham entrado para o cardápio como um dos pratos mais reproduzidos todos os dias.

 

Dentre os mais variados tipos de massas, a categoria “massa fresca” é a preferida dos brasileiros. As massas podem ser secas ou frescas, e a diferença entre esses dois tipos está exclusivamente na forma de produção. Enquanto as massas frescas são produzidas para serem consumidas em poucos dias, as massas secas passam por processos de ressecamento para uma conservação a longo prazo.

A massa seca é aquela dura, que passa por um processo específico de ressecamento e que pode ser conservada no armário, durando meses, para consumo. A massa fresca é aquela produzida, na maioria das vezes, apenas com farinha de trigo e ovo, sem levar nenhum tipo de conservante. Ela não passa por ressecamento e deve ser consumida logo após o preparo ou em poucos dias, desde que refrigerada. Os dois tipos de massa podem ser produzidos em casa, a preferência por um ou outro acaba ficando pelo gosto pessoal de cada um.

 

Pois bem, depois de decidir que massa você vai preparar, vem uma segunda escolha, e essa sim pode confundir muita gente. É o de gravatinha? É o torcido? É o achatado? Muita gente já experimentou os diversos formatos de massa, mas pouquíssima gente sabe o nome correto de cada um. Antes de tudo, quero dizer que o formato influencia, e muito, no resultado final do prato. Por exemplo, se a receita pede muito molho, a massa precisa ter um formato ideal que comporte sugar e absorver o molho. É essencial conhecer os principais formatos para saber exatamente qual preparar em casa para uma ocasião especial.

 

PRINCIPAIS FORMATOS DE MASSAS

 

 

 

ESPAGUETE

 

A mais comum e conhecida de todas as massas. É rápida e fácil de preparar, tem formato alongado, comprido e fino, e é geralmente feita com molho de tomate ou alho e óleo.

 

 

 

 

BUCATINI

 

Um primo do espaguete, também tem formato alongado e comprido, mas com a diferença de possuir um furo central em toda a sua extensão, comportando uma maior quantidade de molho.

 

 

 

 

FETTUCCINE

 

É o tipo de massa mais longo, grosso e achatado. Cortado em longas tiras, é o formato ideal para um molho pesto ou alho e óleo.

 

 

 

TALHARIM

 

 

Constantemente confundido com o fettuccine, o talharim também é longo e achatado, mas possui as tiras bem mais finas e estreitas.

 

 

 

 

FUSILLI

 

É o famoso parafuso. Tem um formato espiral que permite r