SOBRE A BRUCALDERON
A cozinha é um lugar mágico para mim, local onde posso criar e reinterpretar receitas e pratos incríveis. Meu objetivo é inspirar você à também colocar a mão na massa de uma maneira simples e descomplicada, fazendo com que o ato de cozinhar lhe traga descontração e muita alegria.  
Jundiaí / São Paulo
Preparado com carinho pela Bru. 2016-2018
Please reload

Posts Recentes

A MELHOR RECEITA DE DADINHO DE TAPIOCA PARA VOCÊ FAZER EM CASA

September 26, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

TIRAMISÙ

9 May 2018

Ele é um dos doces mais conhecidos do mundo. É uma das sobremesas mais refinadas, elegantes e caras da gastronomia. Causa brigas até hoje entre regiões que alegam ter sido o berço de sua criação e tem até um dia internacional dedicado somente a ele. Estou falando do tiramisù! O típico doce italiano é, certamente, a sobremesa mais famosa e conhecida do mundo.

 

Seu nome já nos dá uma pista de seu poder: tiramisù provém do italiano e significa algo como “puxa-me para cima” ou “eleva-me”. A expressão é comumente utilizada quando alguém, acidentalmente, cai ao chão e pede ajuda para se levantar. E não pense você que o tiramisù ganhou esse nome apenas por seu incrível sabor, o doce tem esse título por conta de seus ingredientes altamente energéticos! Ovos, açúcar, café e queijo mascarpone são os elementos básicos para o seu preparo. Misture tudo e terá uma explosão de sabores, aromas e texturas incrivelmente marcantes em seu paladar. Uma verdadeira ajuda para realmente “te puxar para cima!”.

 

Como quase toda receita clássica, não há uma história registrada como verdadeira sobre sua criação. Algumas regiões da Itália brigam até hoje reivindicando ser o local de origem do doce. Mas, é claro, sempre temos as lendas e histórias contadas de geração em geração para nos dar, no mínimo, uma sugestão de como a receita foi criada. Uma das versões mais contadas diz que Siena, na região da Toscana, foi dominada pela família dos Médici, senhores de Florença, por volta do século XVI. Em homenagem a um dos integrantes da família, o granduque de Florença, foi criada a primeira versão de tiramisù, feita com ovos, leite e vinho marsala, mas com outro nome, “zuppa del duca”.

A combinação era afrodisíaca e a intenção era ajudar na descendência para a família (o que, por sinal, parece ter dado certo, já que o granduque teve três filhos logo em seguida). Para dar um toque ainda mais especial e romântico, as pessoas passaram a acrescentar café e chocolate à receita e, por isso, a sobremesa era servida especialmente a jovens e apaixonados casais em restaurantes por toda Toscana. Não precisou de muito tempo para que ela ganhasse notoriedade e começasse a ser pedida em todo o país por turistas loucos para provar o famoso dolci italiano.

 

Como toda receita antiga, ela foi alterada e melhorada ao longo do tempo, até chegar em sua versão definitiva, ou seja, como é servida até hoje nos mais tradicionais restaurantes italianos. Alguns ingredientes foram trocados, outros incluídos, e dois deles simplesmente não podem faltar para uma verdadeira e autêntica receita de tiramisù: queijo mascarpone e café. O queijo mascarpone é um produto italiano bastante suave, que possui uma variável de 60 a 75% de gordura. Seu sabor é extremamente delicado e sua textura é muito cremosa. É feito a partir de leite de vaca, sem uso de queijo coalho ou fermento na sua produção.

 

 

O queijo mascarpone é um dos itens essenciais da receita original de tiramisù e, com todo respeito, não existe substituto que produza o mesmo efeito dele. Muita gente tenta substituí-lo por cream cheese ou uma versão caseira do queijo, mas o sabor e textura não são o mesmo. O produto é importado, de altíssima qualidade, saboroso e, para a produção de um tiramisù para um dia especial, vale super a pena utilizá-lo!

 

 

O outro item imprescindível é o café. Um perfeito tiramisù tem, em sua composição, um biscoito champanhe devidamente banhado em um ótimo café. E quando digo ótimo café, não estou exagerando, é essencial que o café utilizado seja forte e correto para que sua receita fique perfeita. O café deve ser forte e intenso, algo como os produzidos nas máquinas de café expresso. Como já te contei por aqui, existe uma forma de produzir esse café muito simples e rápida com a cafeteira Moka Express Bialetti.

 

A cafeteira Moka Express é um clássico, com estilo e design incríveis. Com certeza você já viu um exemplar dela em cenas de filme, fotos produzidas para os mais belos cafés da manhã de revista ou em cafeterias, das menores às mais gigantescas. A Moka Express foi desenvolvida em 1933 por Alfonso Bialetti, um gênio industrial da Itália, e revolucionou a forma de fazer café. A pressão e o vapor gerados com o aquecimento da água na base da cafeteira resultam numa bebida intensa e forte, similar ao expresso, perfeita para a receita original de tiramisù.

 

A Bialetti é, certamente, a marca mais conhecida e admirada pelos amantes de café, e nada mais justo que utilizar uma Moka Express, legitimamente italiana, para produzir o mais famoso doce da Itália!

 

 

INGREDIENTES

200 ml de café
125 g de açúcar
250 g de queijo mascarpone
150 g de biscoito champanhe
100 g de cacau em pó
50 ml de conhaque
3 gemas

 

MODO DE PREPARO
Primeiro, prepare seu café na Moka Express e, depois de frio, misture com o conhaque. Na batedeira, bata as gemas com o açúcar até o creme ficar em claro. Feito isso, tire a tigela da batedeira e misture o queijo mascarpone ao creme. Pronto, agora é só montar.

 

Mergulhe o biscoito champanhe rapidamente no café com conhaque e coloque-o no fundo de uma travessa. Por cima, despeje o creme de gemas e açúcar misturado com mascarpone. Por cima, polvilhe cacau em pó. Agora repita as mesmas camadas até finalizar todos os ingredientes, lembrando que a última camada deve ser a do creme. Mantenha na geladeira até a hora de servir e, nesse momento, polvilhe o cacau por cima de tudo e aproveite!

 

RENDIMENTO
4 porções.

 

DICAS
- Quanto mais tempo puder manter refrigerado antes de servir, melhor. Se possível, faça a receita no dia anterior para ficar ainda mais consistente e saborosa.
- Não polvilhe o cacau por cima de tudo até a hora de servir. É importante que ele forme uma camada fina e seca na hora da apresentação.