SOBRE A BRUCALDERON
A cozinha é um lugar mágico para mim, local onde posso criar e reinterpretar receitas e pratos incríveis. Meu objetivo é inspirar você à também colocar a mão na massa de uma maneira simples e descomplicada, fazendo com que o ato de cozinhar lhe traga descontração e muita alegria.  
Jundiaí / São Paulo
Preparado com carinho pela Bru. 2016-2018
Please reload

Posts Recentes

A MELHOR RECEITA DE DADINHO DE TAPIOCA PARA VOCÊ FAZER EM CASA

September 26, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

TORTA DE MAÇÃ

18 Apr 2018

Algumas receitas são tão características de uma determinada região ou país que a gente acaba acreditando que aquele é o seu lugar de origem. Isso acontece com a massa, por exemplo, que é totalmente ligada à Itália mas, na verdade, teve sua origem na China. Acontece também com a nossa receita de hoje, que é muito famosa nos Estados Unidos. Estou falando da torta de maçã, praticamente um ícone da culinária americana. Ela está presente em livros, músicas e filmes que ressaltam a importância da torta de maçã para o povo americano. O que pouca gente sabe é que ela já era produzida na Inglaterra muito antes das primeiras sementes de maçã chegarem à América do Norte.

 

O que fez com que os Estados Unidos ganhassem a fama de donos das tortas de maçã foi o fato de que, logo após a chegada das sementes da fruta, o país se tornou o mais importante produtor de maçãs do mundo. Por lá, existe até uma expressão em que se diz “as american as an apple pie!”, usada quando alguém se refere a algo legitimamente americano. Parte disso se deve a Johnny Appleseed, um americano que, segundo a lenda, viajou milhas e milhas plantando árvores de maçã pelo país, do interior da Pensilvânia até Indiana, dos seus 25 aos 71 anos de idade. Sua missão de vida foi iniciar viveiros para macieiras pelas terras dos Estados Unidos, e o resto virou história.

 

O país se tornou o maior produtor de maçãs do mundo e, obviamente, os próprios americanos passaram a consumir a fruta das mais variadas formas. E uma das mais conhecidas é a “apple pie”, que na tradução significa torta de maçã. A receita é muito comum de norte a sul do país, podendo ser feita em diversas ocasiões, em especial no Thanksgiving Day (Dia de Ação de Graças), um dos feriados mais importantes dos Estados Unidos, comemorado na quinta-feira da quarta semana de novembro.

 

A história do Thanksgiving Day começou no século XVII quando, após colheitas fraquíssimas e um inverno muito rigoroso, moradores da “Nova Inglaterra” tiveram uma boa colheita de milho em 1621. O governador organizou, então, uma festa com muita fartura de comida para agradecer a boa colheita. Em 1939, o presidente Franklin Delano Roosevelt oficializou a festa com a intenção de ajudar nas vendas do comércio, aproveitando a proximidade do Natal. Apesar do rumo comercial que a data acabou tomando, até hoje as famílias se reúnem neste dia com uma mesa farta, onde não pode faltar o tradicional peru e a torta de maçã.

 

Existem diversas versões da torta de maçã, algumas feitas com massa à base de farinha de trigo e coberta por cima, outras feitas com uma massa frita e um recheio quente, e outras feitas com massa folhada, que é a minha preferida e escolhida para a receita de hoje. A massa folhada deixa a torta mais leve e muito mais saborosa, além de não precisarmos cobrir a torta, deixando espaço para uma decoração linda, feita com as próprias maçãs!

 

A receita tem um resultado final incrível e é essencial que você a sirva em uma forma à altura. O desafio está em escolher uma forma que, além de bonita, possa ser levada ao forno para cozinhar a massa folhada e, logo em seguida, levada à geladeira para resfriar o creme de confeiteiro. Outro detalhe: essa massa é bastante sensível, sendo essencial o uso de uma travessa que garanta o cozimento uniforme. A base e as laterais precisam receber a mesma distribuição de calor para que cozinhem por completo, evitando que as bordas queimem e ressequem demais, proporcionando uma massa inteira sequinha e leve, principais características de uma massa folhada.

 

Eu escolhi a travessa redonda vermelha da Emile Henry para fazer a minha torta de maçã e o resultado foi incrível. A borda dela é toda ondulada, o que deixa a preparação mais delicada. Além disso, a tecnologia Emile Henry resiste a um choque térmico de -20° C a 270° C, sendo perfeita para esse tipo de receita, onde há a troca do quente para o frio. O diferencial da marca está no fato de ser feita com HR Ceramic (High Resistance Ceramic), um material cerâmico de alta resistência, com durabilidade superior. Além disso, é um ótimo difusor de calor, distribuindo-o por todo o refratário para que seu prato seja cozido por igual, exatamente o que precisamos para fazer nossa deliciosa torta com massa folhada.

 

Sem contar o cuidado com que essas peças são desenvolvidas! Todas são produzidas na França, possuem um rígido controle de qualidade e ainda são feitas à mão, uma a uma! Isso mesmo, cada peça da marca é assinada pelo artesão que a produziu. Não é o máximo? Eu escolhi a travessa vermelha para combinar com as minhas maçãs, mas você pode escolher a cor que mais combina com sua casa para preparar esta deliciosa receita!

 

 

INGREDIENTES

 

MASSA FOLHADA
500 g de farinha de trigo
500 g de manteiga
1 xícara de água fria
Sal

 

CREME DE CONFEITEIRO
4 xícaras de leite
1 xícara de açúcar
2 gemas
3 colheres de sopa de amido de milho
1 colher de sopa de essência de baunilha

 

COBERTURA
3 maçãs
1 limão
1 colher de sopa de açúcar
1 colher de chá de canela

 

MODO DE PREPARO DA MASSA FOLHADA
Coloque a farinha e o sal em uma tigela grande e abra um buraco no meio. Coloque a água fria no centro e, com as mãos, misture a farinha em movimentos circulares, até virar uma massa. Enfarinhe uma superfície lisa e coloque a massa, estendendo-a com um rolo. A manteiga deve estar em temperatura ambiente para você utilizar, ok? Corte-a em cubos médios e coloque 3 pedações da manteiga, dobrando a massa e estendendo com o rolo até ficar lisa e totalmente uniforme. Reserve a massa na geladeira por 30 minutos. Agora vem a parte importante: você deve repetir o passo acima mais 3 vezes, ou seja, retirar a massa da geladeira, abrir, colocar manteiga, dobrar, esticar e voltar para a geladeira por mais 30 minutos. Depois das repetições, sua massa folhada estará pronta para o uso. Reserve.

 

MODO DE PREPARO DO CREME DE CONFEITEIRO
Em uma panela, misture o leite, o açúcar, as gemas e o amido. Leve em fogo médio e mexa bem até engrossar; pode demorar alguns minutos mesmo. Quando engrossar, desligue o fogo, acrescente a essência de baunilha e cubra com plástico filme grudado no creme, ok? Esta dica é super importante para garantir que não forme uma crosta em cima do creme. Deixe resfriar e reserve.

 

MODO DE PREPARO DA COBERTURA E MONTAGEM FINAL
Corte uma folha da massa folhada um pouco maior que a sua travessa. Coloque por cima e vire as sobras para dentro, fazendo a borda da torta. Fure a massa com ajuda de um garfo e despeje o creme de confeiteiro pronto e já resfriado. Espalhe bem. Agora corte as maçãs ao meio e cada uma dessas partes em tiras fininhas, no sentido do comprimento.

 

Para a decoração, coloque uma fatia de cada vez ao redor da torta até finalizar toda a travessa. Em seguida, comece uma nova fileira de fatias de maçã, dessa vez intercalando a posição com a fileira de trás para que dê a sensação de pétalas de uma flor, como na foto. Repita o procedimento até o finalizar a torta inteira. Misture o suco de um limão com o açúcar e a canela, e pincele por cima de todas as fatias de maçã. Leve ao forno pré-aquecido a 200° C por, aproximadamente, 40 minutos ou até sua massa folhada estar dourada.

 

 

RENDIMENTO
6 porções.

 

DICA
Caso queira, pode utilizar a massa comprada sem problema algum, ok? Basta comprar uma folha grande e seguir os mesmos passos a partir do creme de confeiteiro.