SOBRE A BRUCALDERON
A cozinha é um lugar mágico para mim, local onde posso criar e reinterpretar receitas e pratos incríveis. Meu objetivo é inspirar você à também colocar a mão na massa de uma maneira simples e descomplicada, fazendo com que o ato de cozinhar lhe traga descontração e muita alegria.  
Jundiaí / São Paulo
Preparado com carinho pela Bru. 2016-2018
Please reload

Posts Recentes

A MELHOR RECEITA DE DADINHO DE TAPIOCA PARA VOCÊ FAZER EM CASA

September 26, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Ravióli de Queijo Brie com Damasco e Nozes

13 Sep 2017

“Mangia, che te fa bene!”

Duvido que você aí, lendo este post, nunca tenha ouvido essa expressão! Seja da avó, da tia, da nona, em alguma festa italiana... Aposto que qualquer brasileiro já ouviu isso em algum momento da vida. A famosa expressão significa “Coma, que te faz bem”; bem coisa de mamma italiana, no?! Uma expressão típica de quem nos quer bem, de quem quer ver a gente forte e saudável.

 

O motivo da presença desta expressão no nosso cotidiano é simples: o Brasil é o maior país do mundo em número de descendentes italianos, fora da Itália. Em torno de 25 a 30 milhões de brasileiros são ítalo-descendentes. Muita gente, né? O estado do Espírito Santo é o que possui a maior concentração de descendentes italianos, com a incrível marca de 65% da população, seguido por Santa Catarina, com 50%, e São Paulo, com 32,5%.

 

Esses números nos dão uma dimensão do quanto a nossa culinária é também influenciada pelos italianos. A Itália é um berço riquíssimo de cultura, arte e história, e a tradição gastronômica não fica para trás. A comida italiana possui uma popularidade impressionante em todo o mundo, sendo conhecida, apreciada e valorizada por praticamente todos os povos. O segredo de tanta notoriedade é a combinação entre o complexo e o simples. Isso mesmo, a culinária italiana é cheia de detalhes e técnicas e, ao mesmo tempo, tem como base uma maneira incrivelmente simples de se fazer.

 

Os italianos prezam pela sofisticação no momento de servir, na escolha dos ingredientes, dos recheios, no tempo de cozimento das receitas, mas o ingrediente principal da culinária italiana é o carinho. O carinho com que a família se reúne para produzir a massa por horas, o carinho com que a mamma prepara a refeição para seus filhos e o carinho com que, depois de tudo pronto, todos se sentam à mesa para apreciar as comidas, por longas e divertidas horas.

 

Cada região tem sua receita e pratos típicos. Na região do sul da Itália, predominam os queijos, peixes e carnes de caça. No norte da Itália, predominam os salames, presuntos, trufas e o famoso queijo Parmigiano Reggiano. E na região central da Itália, predominam os grandes molhos produzidos com belos tomates e nosso item principal de hoje: as massas.

 

Apesar de sua origem não ser muito bem definida (alguns atribuem a origem da massa aos chineses, outros aos gregos e romanos), o fato é que a massa é um prato líder na Itália. As massas são produzidas por famílias que gastam horas (ou até um dia todo!) empenhadas nesta produção, que vai desde o início da receita da massa, passa pela criação dos diferentes formatos, recheios e molhos, até a secagem do produto, no caso das massas secas.

 

A massa seca, utilizada para preparação de caldos e sopas, é feita com sêmola de trigo duro e tem um cheiro intenso. Já a massa fresca é mais artesanal, aquela produzida com farinha de trigo branca. Tem o cheiro bem leve e textura muito macia. Hoje, falaremos de um dos tipos de formato mais conhecidos na Itália: o ravióli!

 

Ravióli é o plural de raviolo, que vem do latim “graviolo” e significa cheio, pesado. Os raviólis nasceram na Ilha da Sicília, berço desta e de muitas outras receitas da culinária italiana, e os dialetos falados por lá cortam o “g” antes dos “r” e, com isso, a palavra “graviolo” acabou se tornando “raviolo”.

 

 

Inicialmente, os raviólis não eram feitos com recheio; eram apenas retângulos, círculos ou quadrados de massa igual a de lasanha, colocados em sopas e caldos feitos com azeite, especiarias e alho. Os primeiros registros que se tem notícia do ravióli são alguns escritos de Francesco di Marco Datini, no século 14, em Veneza. Eles continham uma receita de ravióli com ervas verdes, misturadas com ovo batido e queijo fresco, cozido em um caldo de carne. Esta forma de comer o ravióli cozido em caldo de carne é, inclusive, muito conhecida e apreciada até os dias de hoje – o famoso ravióli ao brodo.

 

Os raviólis passaram a ser recheados lá pelo século 12 e 13, em que ovos, queijo, ricota e ervas eram os ingredientes mais usados para a preparação. Logo as carnes passaram a ser usadas e os raviólis ganharam sabores de todos os tipos, com várias combinações possíveis. E é com uma dessas combinações bem diferentes que faremos nossos raviólis de hoje. A receita traz um recheio com queijo brie, damasco e nozes, finalizada na manteiga de sálvia. Escolhida a combinação, é hora de colocar a mão na massa e preparar nossos raviólis!

 

Não sabe por onde começar?! Continua aqui que já explico!

 

Reza a lenda que os formatos originais dos raviólis devem seguir os padrões retangulares ou quadrados. Hoje em dia, encontramos moldes de várias formas: círculos, quadrados e até mesmo formatos incríveis de desenhos! Eu acho o máximo evoluirmos, aproveitando as novidades e a criatividade em nossas receitas, então sou adepta de todos os formatos.

 

Agora, para você que está iniciando suas habilidades na cozinha ou até mesmo para quem já é um apaixonado por gastronomia e deseja mais praticidade na hora de produzir massa, usar um molde para ravióli é uma excelente opção. Com ele você consegue produzir vários raviólis, de forma simples e rápida. Esse molde, chamado de tablet, é simplesmente incrível e eu já não consigo mais me imaginar fazendo massas sem ele. Ele faz 10 raviólis por vez e tem precisão no corte, ajudando você a produzir raviólis perfeitos e iguais para um belo prato.

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O tablet é feito de 3 partes, uma base de alumínio, uma superfície de policarbonato e um cilindro, também em alumínio. Tudo super fácil de limpar e de usar! Ele é estável e você consegue usá-lo tranquilamente, desde a primeira vez. Muito bacana, não? Ficou curioso?! Então escolha sua cor preferida do molde, anote os ingredientes e corra para preparar essa massa espetacular com sua família e amigos!

INGREDIENTES

200 g de farinha de trigo
2 ovos
125 g de queijo brie
100 g de damasco
100 g de nozes
100 gr de manteiga
Folhas de sálvia

 

MODO DE PREPARO

Primeiro, vamos preparar a massa. Despeje o trigo em uma superfície plana (de preferência madeira ou mármore), faça um buraco no meio, tipo um vulcão, e despeje os ovos dentro. Vá fazendo movimentos circulares, do centro para fora. Sempre com calma e devagar, vá misturando os ovos com a farinha de trigo até obter uma bola de massa. Feito isso, vá abrindo a massa e dobrando várias vezes até deixá-la lisa e homogênea. Enrole-a em um plástico filme e leve para descansar na geladeira por aproximadamente 1 hora.

 

Enquanto isso, prepare o recheio. Corte a capa branca do queijo brie, pois utilizaremos apenas o interior do queijo. Coloque em uma tigela junto com o damasco e as nozes picadinhas e misture tudo. Reserve.

 

Abra sua massa de forma retangular com aproximadamente 15 cm de largura. Polvilhe farinha de trigo por cima de seu molde, coloque a folha de massa e dê uma leve pressionada nos buracos. Coloque bolinhas de recheio e cubra com outra folha de massa.

 

Feito isso, pressione com o cilindro, passando por toda a extensão do molde. Isso vai marcar perfeitamente o corte dos raviólis. Retire o excesso da massa com cuidado, pegue a superfície do molde e vire em cima de uma superfície polvilhada com trigo. Pronto! Você já tem 10 raviólis feitos de forma rápida e simples! 

 

 

Esquente uma panela grande com água e, quanto estiver fervida, coloque a massa para cozinhar por aproximadamente 5 minutos.

 

Coloque a manteiga em uma frigideira e, quanto estiver derretida, coloque as folhas de sálvia. Retire seus raviólis da água, jogue-os na frigideira e dê uma leve mexida. Sua massa está pronta!

 

RENDIMENTO
2 porções

 

DICAS
Seja criativo e invente diversos tipos de recheio para o seu ravióli. Utilize um queijo como base e deixe sua imaginação criar outras combinações deliciosas!