SOBRE A BRUCALDERON
A cozinha é um lugar mágico para mim, local onde posso criar e reinterpretar receitas e pratos incríveis. Meu objetivo é inspirar você à também colocar a mão na massa de uma maneira simples e descomplicada, fazendo com que o ato de cozinhar lhe traga descontração e muita alegria.  
Jundiaí / São Paulo
Preparado com carinho pela Bru. 2016-2018
Please reload

Posts Recentes

A MELHOR RECEITA DE DADINHO DE TAPIOCA PARA VOCÊ FAZER EM CASA

September 26, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Steak au Poivre

9 Mar 2017

Começo esse post dizendo que apesar de amar muitos pratos francesas como Confit de Canard e Boeuf Bourguignon, o Steak au Poivre é o meu queridinho e será sempre o meu prato francês preferido. Não me lembro quando comi o prato pela primeira vez, mas amando pimenta do jeito que amo, foi fácil ganhar meu coração e se tornar um dos meus pratos que mais gosto de fazer e claro, comer.

 

O Steak au Poivre é um prato que leva basicamente carne, batatas assadas e molho. E o que ele tem demais? Tem esse molho que explode na boca, tem um sabor extremamente característico que possui cheiro e gosto únicos.

 

Apesar de muito conhecido, é um prato que infelizmente não tem um dono oficial. Não se sabe ao certo em que região e quem foi o criador dessa maravilha que é extremamente tradicional e popular na França.

 

Alguns registros indicam que os franceses começaram a produzir esse prato na época em que muitos americanos passaram a visitar Paris e para agradar o paladar deles era necessário cozinhar pratos mais marcantes e intensos. 

 

Em Paris esse prato é servido em muitos restaurantes, em especial aqueles mais tradicionais. Por aqui o prato é bem conhecido também. Você já ouviu falar de um restaurante aqui no Brasil que tem um único prato? Pois então, é justamente uma versão do Steak au Poivre!

 

A receita pode ser feita com alguns tipos de carne, sendo a mais tradicional o filé mignon.  Eu fiz com bife de chorizo e ficou espetacular! Mas fique tranquilo e faça sua receita com a que tiver preferência no momento ok? É possível fazê-la com contra-filé, filé mignon, ancho e por aí vai.

 E hoje quero dividir com vocês essa receita que demorei muito tempo para conseguir! Precisava de uma receita que fosse fácil, rápida e lembrasse realmente os pratos de steak au poivre parisienses, então tenho muito carinho por ela e sempre faço em ocasiões especiais. 

 

Espero que gostem e me contem depois que experimentarem!

INGREDIENTES:

 

4 steaks de carne

1 colher de sopa de pimenta verde em conserva

1 colher de sopa de conhaque

100 ml de vinho  branco

100 ml de caldo de carne

100 ml de creme de leite

4 batatas

Azeite

Raspas de limão

Sal

Pimenta moída

Alecrim

 

MODO DE PREPARO:

 

Deixe as batatas com a casca e lave-as bem para retirar qualquer sujeira. Corte em quadradrinhos e coloque em uma assadeira. Agora é só temperar, regue com bastante azeite, raspas de limão, sal, pimenta moída e raminhos de alecrim. Leve ao forno pré aquecido por volta de 40 minutos ou até estarem totalmente cozidas.

Enquanto a batata fica pronta, vamos fazer a carne. Esquente muito bem uma frigideira, sem nada de óleo ou gordura ok? 

Corte grosseiramente as pimentas em conversa com a ajuda de uma faca. Passe manteiga dos dois lados da carne, cubra com as pimentas em conserva, pressionando um pouco para que grude na carne e coloque  na frigideira.  Algumas pimentas vão escapar da carne, não tem problema, deixe-as na frigideira mesmo.

Bom, o ponto da carne depende de muitas variáveis como o corte, a altura da carne e o gosto pessoal de cada um. Mas de forma geral, a melhor técnica para se fazer uma carne é colocar na frigideira e não mexer até que comece a observar algumas bolsinhas de sangue na parte de cima do bife. Isso significa que a parte que está em contato com a frigideira já grelhou e que o calor já subiu pelo corte. Nesse momento, vire a carne para grelhar do outro lado e espere a mesma coisa acontecer. Quando começar a aparecer o sangue na parte virada para cima, sua carne está ao ponto, ou seja, sua carne está bem passada nas extremidades e rosada no meio. 

A variação dos pontos depende de você, se quiser mais mal passada, é só deixar uma quantidade menor grelhando e se quiser mais bem passada, inclusive por dentro, é só deixar grelhando por mais tempo.

Feito isso, tire a carne da frigideira e reserve separado.

Imediatamente jogue o conhaque na frigideira e flambe. Quando terminar de flambar, coloque o vinho branco e vá raspando o fundo da frigideira para que todo o tostadinho da carne desgrude e incorpore em seu molho. Acrescente o caldo de carne, o creme de leite e agora espere reduzir pela metade todo o molho.

Pode ir mexendo para ajudar esse processo de incorporar tudo que soltou da carne com os ingredientes do molho. Quando tiver reduzido pela metade, seu molho está pronto.

O tempo dele ficar pronto é o mesmo da batata ter terminado de cozinhar, então tudo fica pronto praticamente junto. 

Agora é só servir as batatas, a carne e o molho por cima!

 

RENDIMENTO:

 

4 porções

 

DICAS:

 

A dica de ouro para o sucesso desse e qualquer outro prato com carnes é deixá-la descansando depois de pronta. Você já deve ter reparado que quando corta uma carne que acabou de ser feita, muito líquido costuma sair dela, formando uma piscina chata no prato. E apesar disso, sua carne fica seca! Já aconteceu isso com você? Pois é, isso acontece pois a umidade interna criada na preparação da carne precisa de um tempo de descanso para que possa se redestribuir por todo o corte. Se preparar a carne e deixa-la descansando, a umidade irá ser reabsorvida por completo e sua carne ficará suculenta e macia!

Nos grandes restaurantes eles deixam a carne descansando nos balcões aquecidos e com as luzes em cima. Isso mantem a carne bem aquecida enquanto descansa.

Em casa você pode utilizar duas técnicas, ligue o forno enquanto começa a grelhar a carne e quando tiver terminado, desligue. Agora leve sua carne para descansar dentro do forno desligado, mas quentinho. Outra técnica é deixar fora do forno mesmo, mas envolva em papel alumínio. 

Ah! Outra coisa, se sua carne for muito grossa, como a que usei nessa receita, é só levá-la ao forno por mais alguns minutos para ter a garantia de que ela chegará no ponto correto. Bifes muitos grossos não chegam no ponto apenas com a grelha e por isso precisam de mais alguns minutinhos de forno.

Please reload

Categorias
Instagram
Ei! Quer receber minhas receitas super quentinhas?
Coloque seus contatos abaixo