SOBRE A BRUCALDERON
A cozinha é um lugar mágico para mim, local onde posso criar e reinterpretar receitas e pratos incríveis. Meu objetivo é inspirar você à também colocar a mão na massa de uma maneira simples e descomplicada, fazendo com que o ato de cozinhar lhe traga descontração e muita alegria.  
Jundiaí / São Paulo
Preparado com carinho pela Bru. 2016-2018
Please reload

Posts Recentes

A MELHOR RECEITA DE DADINHO DE TAPIOCA PARA VOCÊ FAZER EM CASA

September 26, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Camarão na Moranga

18 Jan 2017

Devo admitir que essa foi a primeira vez que fiz algum prato na moranga na vida. Já comi diversas vezes, camarão, bacalhau e carne seca como recheios de moranga, mas nunca tinha tentado fazer sozinha. 

 

Já contei por aqui no post do lindo Cheesecake de Frutas Vermelhas que a minha avó tem um sítio com várias plantações e uma delas é de morangas. Cheguei de viagem há poucos dias e a primeira coisa que vi quando fui visitar meus pais foi uma mini moranga linda que minha avó tinha trazido para mim :)

 

Nem preciso dizer que fiquei com vontade de fazer o prato correndo né? E então finalmente preparei camarão na moranga para o almoço de domingo! Ficou tão, mas tão gostoso que eu comi muito mais do que devia. Mas valeu a pena, o prato fica delicioso e é muito fácil de fazer!

 

O camarão na moranga é um prato típico da culinária litorânea do Brasil, preparado com a abóbora tipo moranga recheada com camarões e requeijão.

Em Ubatuba, cidade onde surgiu a primeira versão de camarão na moranga, existe uma lenda, daquelas bem de pescador, sobre como o prato surgiu.

 

Dizem que o presídio político local, hoje desativado, abrigou um grupo de presos políticos japoneses por volta de 1945. Esse grupo logo se dedicou ao cultivo de legumes e verduras, porém por andarem descalços e pela falta de higiene, adquiriram algumas doenças como a esquistossomose. Recebendo esse diagnósticos, o grupo de japoneses tratou de iniciar o plantio também de abóboras, pois de sua semente conseguiam obter um vermífugo poderoso para resolver o problema.

 

Pois bem, feito isso a abóbora acabou se tornando um sucesso e os moradores começaram a comprar as abóboras para também curar suas doenças. Durante uma das travessias entre o presídio, que ficava na ilha, para o continente, uma das pessoas deixou uma abóbora cair no trecho de mar da travessia. 

Passados alguns dias, uma senhora achou a abóbora e colocou o fruto inteiro para cozinhar em água fervente. Quando ela abriu, se deparou com vários camarões dentro que tinham entrado pelo buraco no talo da abóbora e adivinhem só? Isso acendeu a imaginação da senhora que incluiu alguns temperos à mistura e criou o famosos Camarão na Moranga!

INGREDIENTES:

 

1 moranga grande

1 kg de camarão médio

2 dentes de alho

1 cebola

2 tomates sem semente

300 gr de requeijão cremoso

2 caixinhas de creme de leite

2 limões

Azeite

Sal

Cheiro verde

Pimenta do reino moída

 

MODO DE PREPARO:

 

Até eu me surpreendi com a facilidade que é fazer esse prato. Antes de tudo, coloque os camarões limpos e lavados em um recipiente e tempere com os limões, sal e pimenta, deixe reservado.

Corte a tampa da moranga, retire as sementes de dentro e leve para assar enrolada em papel alumínio por uns 45 minutos a 220º. 

Enquanto a moranga assa, prepare o recheio. Coloque azeite em uma frigideira, espere esquentar e frite a cebola e logo em seguida o alho. Acrescente os camarões temperados e grelhe bem.

Quando os camarões estiverem bem dourados, coloque as caixinhas de creme de leite, o cheiro verde picadinho e mexa até que tudo esteja bem incorporado.

Quando a moranga estiver molinha por dentro, retire o papel alumínio, passe 150 gr de requeijão cremoso no fundo dela, formando uma camada em todo o fundo e laterais. 

Agora coloque o recheio inteiro dentro da moranga. Para finalizar, coloque os outros 150 gr de requeijão por cima, tampando por completo o buraco da tampa da moranga.

Decore a borda com alguns camarões e leve para o forno apenas para dourar, por aproximadamente 15 minutos.

 

RENDIMENTO:

 

6 porções

 

DICAS:

 

Não gosto muito de usar as palavras "certo" ou "errado" pois cada um tem o seu jeitinho de cozinhar, não é? Então vou dizer que não sabia que o lado mais "fácil" de retirar a tampa da moranga é o contrário de onde fica o talo até fazer um curso específico de culinária nordestina.

Isso mesmo, normalmente as pessoas retiram a tampa de onde sobra aquela pontinha do talo né? Esse lado é mais difícil pois ele estava virado para baixo com o talo que ligava a moranga à terra e por isso é mais resistente, firme e carnudo. Esse lado é mais duro para cortar justamente por esse motivo. Virando a moranga ao contrário você conseguirá cortar a tampa com mais facilidade e também garantirá que o fundo nunca quebre durante o serviço, enquanto você pega uma boa concha com o recheio e pressionando para pegar também as bordas da moranga, pois a parte mais dura e carnuda terá ficado virada para baixo, formando uma base bem mais resistente ao seu prato!

Please reload

Categorias
Instagram
Ei! Quer receber minhas receitas super quentinhas?
Coloque seus contatos abaixo